• Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

1/3

 

_ADRIANO CHOQUE

 

Adriano Choque considera a Arte e a Fotografia instrumentos de legítima defesa e de intermediação de conflitos e por isso aponta suas lentes especialmente para paradigmas sociais contemporâneos. Bacharel em Fotografia pela universidade Senac, Adriano Choque já foi repórter-fotográfico da Folha de São Paulo e ganhou projeção internacional com seu projeto fotográfico Pixação SP (2006-2010), exposta em 13 países, com destaque para sua participação na exposição “Born in The Streets Graffiti” na Fondation Cartier em Paris em 2009, 29a Bienal Internacional de Artes de São Paulo em 2010, o Festival Internacional de Literatura e Cinema Étonnants Voyageurs 2011 e o festival Les Recontres d'Arles Photographie 2012, os dois últimos também na França. Suas fotografias já foram publicadas em diversos veículos de comunicação de envergadura como os jornais Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo, Le Monde Diplomatique, P3, revista Piauí,  Juxtapoz e outros. Adriano Choque é colaborador frequente do SESC-SP em cursos de fotografia e arte urbana e também é membro do coletivo de midiativismo Jornalistas Livres.

Adriano Choque considers Art and Photography instruments of self-defense and conflict intermediation, so he points his lenses exclusively to contemporary social paradigms. Adriano Choque started as a photojournalist for Folha de São Paulo and gained international recognition with his photography project Pixação SP (2006-2010), exhibited in 13 countries, with a special mention for his participation in the exhibition "Born in the Streets Graffiti" at Fondation Cartier in Paris in 2009, the 29th International Biennial of Arts of São Paulo in 2010, the International Literary and Cinema Festival Étonnants Voyageurs 2011 and the Festival Les Recontres d'Arles Photographie 2012, the last two also in France. His photographs have already been published in several major media outlets such as the Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo, Le Monde Diplomatique, P3, Piauí, Juxtapoz and others newspapers.

Adriano Choque is a member of the brazilian collective of media activism  "Jornalistas Livres"

_EXPOSIÇÕES COLETIVAS

_Collective Exhibitions

 

2008-2011 - LABERINTO DE MIRADAS 1, Identidades y Fronteras - Centro Cultural de España en, México, República Dominicana, Guate- mala, Miami (EUA), El Salvador, Honduras, Nicaraguá, Costa Rica, Colômbia, Lisboa (PT), Madrid (ESP), Barcelona (ESP), Sevilha (ESP).

 

2009 - BRAZIL CONTEMPORARY - Netherlands Architecture Institute, Rotterdam, Holanda.


2009 - NO FRONTERA - Fotografía Documental Reciente de América Latina (Festival FotoSeptiembre), Biblioteca de México, Cidade do México, México.

 

2009 - NE DANS LA RUE (Born in the Streets - Graffiti) - Fondation Cartier, Paris. 


2010 - NOVOS MUNDOS NOVOS - Santander Cultural, Recife, Brasil.
 

2010 - 29a BIENAL DE ARTES DE SÃO PAULO - Fundação Bienal, São Paulo, Brasil.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2011 - FACE AUX MURS - Festival ÉTONNANTS VOYAGEURS, Saint Malo, França.

 

2011 - PROXIMO OLHAR - Cavalera Art Projects, São Paulo, Brasil. 

 

2011 - NOITE DE PROJEÇÕES - Festival de Fotografia PARATY EM FOCO, Paraty, Brasil.

 

2012 - Festival LES RECONTRES d’ARLES PHOTOGRAPHIE. Arles, França.

 

2014 - MULTITUDE - Sesc Pompeia, São Paulo, Brasil. 

2017 - XI Bienal de Arquitetura. São Paulo, Brasil.

 

 

_REFERÊNCIAS SOBRE ADRIANO CHOQUE

_References about Adriano Choque

 

CHANDÉS, Hervé. Born in the Streets – Graffiti (cat. exp.). Fondation

Cartier, Paris: Thames & Hudson, 2009.

 

“Choque Photos”. Revista Juxtapoz, 102 , Julho, 2009, pp. 94-107.

 

MARRA, Cecilia. “Na Corda Bamba, Mano”. Revista Piauí, 47, Agosto, 2010, pp 49-55.

 

OLIVEIRA, Roberto ; WAINER ,João. ”PIXO”. Sindicato Paralelo, São Paulo, 2009. 60 minutos.